Como diminuir as dores da fibromialgia

A fibromialgia tem sido – e ainda é – uma doença incompreendida. De fato, leva em média 7 anos para obter um diagnóstico. No entanto, pouco a pouco as coisas estão mudando.

A fibromialgia precisa de um tratamento precoce e isto é baseado em 3 pilares: claro, o remédio prescrito pelo médico, mas também o exercício e a atitude da pessoa. E tudo deve ir junto.

Levando em conta esses três eixos veja abaixo um guia completo para lidar com a doença.

Tratamento com suplementos ou medicamentos

É uma das primeiras coisas a se fazer e a maioria dos médicos logo vai recomendar o uso de algo como FlexCaps ou outro produto semelhante, capaz de combater as dores e dar mais qualidade de vida pros pacientes.

Benefícios dos exercícios leves

Segundo os médicos, praticar exercícios melhora a vida do paciente porque reduz o limiar de dor. Claro, deve ser um exercício aeróbico suave e supervisionado por um especialista. Devemos evitar exercícios intensos, saltos e não é aconselhável forçar. Estas são algumas opções que podem ajudá-lo:

Alongamentos suaves pela manhã: É normal que depois de horas de sono você acorde com rigidez. Fazer esse tipo de alongamento ajudará você a aliviá-lo. Tome seu tempo antes de sair da cama e estique as pernas e os pés primeiro, gentilmente, como se uma corda invisível os puxasse. Então faça o mesmo com a cabeça e finalmente com os braços.

Yoga: Um estudo da Universidade de Oregon (EUA) mostrou que o yoga reduz a tensão muscular. E onde há tensão há dor, por isso é uma ajuda nos casos de fibromialgia. Um efeito semelhante tem tai-chi.

Pilates: Além de combater a tensão e rigidez, fortalece os músculos. É outra maneira de alongar as articulações e torná-las mais resistentes.

Natação: Uma investigação da Universidade de São Paulo mostrou que pacientes com fibromialgia que nadavam 50 minutos por 3 vezes por semana melhoravam os sintomas.

MAIS TAREFAS FÁCEIS
Junto com o exercício, os médicos dizem que o terceiro pilar básico para o tratamento da doença é o comportamental, isto é, a sua atitude em relação à doença. Existe um padrão comum e muito prejudicial do paciente que é aquele em que quando está bem, tem uma atividade frenética para compensar os dias em que não poderá fazer nada.

Isso acaba aumentando ainda mais o cansaço e a dor..

É por isso que é melhor dosar as energias. Por exemplo, quando você faz tarefas domésticas, descanse a cada 15 minutos enquanto as realiza.

Os médicos também recomendam trabalhar com técnicas como mindfullness (uma terapia que ajuda você a viver e aproveitar o presente, sem ser sobrecarregado pelo futuro) para lidar melhor com a doença.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *